Recentemente batemos um papo bem legal com José Luís Oliveira, chamado por todos de Oliveira, o fundador da Execute. Conversamos sobre sua trajetória, seus sonhos e planos para o futuro. Confira:

O início na engenharia

Com o início acadêmico intenso, Oliveira já iniciou a graduação estagiando. Antes mesmo de se formar, foi efetivado na empresa onde trabalhava. Após ter passado por duas empresas, Oliveira entrou na Bortoncello, onde foi diretor aos 29 anos. Ele conta que, na época, ele trabalhava e estudava muito. “Fiz pós-graduação e vários cursos de especialização”, relembra.

Sempre gostou de engenharia, especialmente por ser uma área onde o raciocínio avançado é utilizado para solucionar problemas. “É uma profissão que não tem monotonia. Cada dia surge um desafio novo. Coisas diferentes, novas soluções, tecnologias, materiais e os conhecimentos gerais vão se acumulando”, conta Oliveira.

Criação da Execute

Oliveira trabalhava na Bortoncello há 18 anos. Quando a empresa fechou as portas, ele avaliou o cenário e concluiu que o melhor para ele seria ter o seu próprio negócio. Como já acumulara muita experiência na área, decidiu escolher pessoas de sua confiança para dar início ao sonho de criar a Execute. “Já estamos há 13 anos fazendo história juntos. Uma empresa com princípios densos e muito conhecimento técnico que foca sempre na satisfação do cliente, respeitando a boa técnica!”, enfatiza.

Execute se transforma em Incorporadora

Quando as duas filhas do Oliveira decidiram trabalhar na empresa, elas acabaram abrindo novas possibilidades para a Execute. Ele conseguiu diversificar o negócio, fazendo com que a empresa crescesse ainda mais. A experiência como construtora foi uma boa base para que a incorporadora surgisse. “A qualificação diferenciada das nossas obras vão ao natural aparecer para o mercado. Além disso, ainda aproveitamos o momento do mercado para iniciar a incorporação”, relata Oliveira.

Falando em filhas, para ele, a única coisa mais linda do que ser engenheiro é poder trabalhar com elas. “Elas iluminam meu dia e me fazem ser mais firme e forte para obter resultados e enfrentar as dificuldades do dia a dia”, conta.

Oliveira conta que ele e as filhas têm uma troca justa e muito bonita, onde a maturidade profissional e a impetuosa juventude conseguem se mesclar muito bem. “É uma mistura que bem equilibrada faz qualquer empresa crescer e ter sucesso”, explica.

O relacionamento dele com as filhas não possui qualquer competição. A relação é de muito respeito. Do ponto de vista individual, as qualidades e habilidades conseguem ser levadas a sério, fazendo com que essa parceria traga bons frutos. Todo esse apoio faz com que a soma dos três seja muito melhor do que o individual. “Acredito que o resultado do meu trabalho com elas hoje é muito superior que quando estava sozinho”, conta Oliveira.

O futuro da Execute

Oliveira conta que ter uma empresa no Brasil é bem difícil e complicado. Mas apesar de tudo, estão conseguindo passar por esse momento difícil com maestria. A tendência é que a empresa continue crescendo, ainda mais porque a de construção civil não pára. A tendência é que área cresça bastante nos próximos 10 anos. “Teremos muitas oportunidades e estamos preparados, sempre nos aprimorando, para aproveitá-las. Hoje estamos trabalhando para estarmos prontos para novos desafios e oportunidades. Trabalho muito forte no presente, e tenho certeza que colheremos muitos frutos num futuro próximo!”, conclui ele.